quinta-feira, 24 de Janeiro de 2013

Arroz de tamboril ou um desafio à rapidez dos dias

Há dias em que chego a casa e ainda há imensas coisas para fazer. Passar a ferro, regar as plantas, varrer as desgraçadas das folhas da varanda (mas que raio de vento! Qualquer dia ainda peço uma indemnização porque assim não há planta que vingue!), limpar a loiça do dia anterior, aspirar, fazer o jantar, pôr a mesa, passar a ferro,... Sim, e escrevo-o duas vezes, porque se há coisa que eu detesto mesmo mesmo, é passar a ferro. Para esses dias desesperantes, em que de repente reparamos e já está mas é na hora da ceia, tenho sempre no congelador alguma coisa que nos salve, ao menos, na tarefa de preparar o jantar, fazendo-o num instantinho. As refeições pepe rápidas, como diz a minha mãe, são óptimas. Porque são rápidas de preparar e sabem deliciosamente bem. Ontem foi um desses dias. Ontem foi dia de arroz de tamboril. Porque temos de contrariar os dias chatos com aqueles miminhos que adoramos e se fazem assim: (plim!) num instante!

Arroz de tamboril com gambas
(versão pepe rápida, à moda da minha mãe)


Ingredientes:
(para duas pessoas)

300 gramas de lombos de tamboril (usei congelado)
200 gramas de gambas (usei miolo de camarão congelado)
150 gramas de arroz
1 tomate maduro, pelado e cortado em cubinhos (usei congelado)
1 cebola, picada
1 dente de alho, picado
Pimento verde, cortado em tiras (usei congelado)
Pimento vermelho, cortado em tiras (usei congelado)
1/2 cubo de caldo de peixe
1 fio de azeite
Coentros, picados
Sal e pimenta
Piri piri

Fiz assim:
Levei um tacho ao lume com o azeite, a cebola e o alho. Deixei fritar um pouco e depois acrescentei os pimentos, o tomate e o caldo de peixe. Depois de levantar fervura, juntei o peixe. Deixei cozinhar um pouco e retirei o peixe do tacho e triturei o caldo. Juntei-lhe a água necessária para o arroz e temperei de sal e pimenta. Acrescentei também o piri piri. Deixei levantar fervura e adicionei o arroz. Quando estava quase pronto, adicionei os camarões, para cozinharem durante 3 minutos e, finalmente, juntei o peixe cozido. Retirei do lume e polvilhei com os coentros. Servi com uma salada de tomate e alface.


Ficou muito bom, com um caldo delicioso, mesmo ao meu gosto. Capaz de fazer esquecer o cansaço de um dia em cheio.


Beijinhos e bom apetite para todos.




___

7 comentários:

  1. Regina o teu arroz ficou mesmo uma delicia, adoro arroz assim .
    Eu também detesto passar a ferro estou sempre adiar só passo mesmo quando o cesto já esta super cheio.
    Bj

    ResponderEliminar
  2. que aspeto delicioso. e curioso... tb postei tamboril hoje.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Gosto bastante de arroz de tamboril, este está com um aspecto divinal.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Tem um aspecto fantástico, que maravilha!

    ResponderEliminar
  5. Nao aprecio tamboril mas trocava o peixinho e comia.
    Que bom aspecto.
    Bjs
    http://come-bebe-sorri-e-ama.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Acho que é unânime! A pior coisa a fazer em casa é passar a ferro! Blahh ;)

    Esse arroz ficou lindo! Adoro arroz de tamboril!*

    ResponderEliminar
  7. Esse arrozinho ficou fantástico!
    bjs

    ResponderEliminar

Deixem aqui os vossos comentários porque são vocês que completam esta cozinha. Beijos e obrigada.